Zé Caradípia no 3º Téte a Terça

ev De Puta Madre _ Gabriel Mambrini

Compositor de Asa Morena participa do evento que ocorre dia 18, na Vinícola Salvador

A apac – associação dos produtores de arte e cultura de Flores da Cunha, promove a 3º edição do sarau Téte a Terça. Uma mescla de apresentações de música, literatura, fotografia e cinema integram a programação na terça-feira, dia 18, a partir das 19h30min, na Vinícola Salvador, em Flores da Cunha. O convidado da vez é o compositor Zé Caradípia, reconhecido nacionalmente através da cantora Zizi Possi, pela canção Asa Morena.

A programação inicia com visitação à vinícola, acompanhada pelo enólogo Daniel Salvador. Durante o passeio, a banda De Puta Madre faz um show de versões, de Jack Johnson a The Killers, preenchidas com seus violões, acordeon e baixo. As memórias dos descendentes de imigrantes italianos serão exibidas através do curta metragem O País da Cocanha, de Juliano Carpeggiani. O filme integra a série Vindima da Imagem, do Núcleo de Produção Audiovisual – NPAV, que contempla 12 produções em curtas e médias-metragens, que abordam temas ligados ao legado da cultura italiana, como a safra da uva, o cotidiano na colônia, a religiosidade, a produção do vinho, o dialeto, a gastronomia, as memórias da imigração, o papel da mulher, os contos fantásticos, a produção de alimentos e as tramas políticas.

O evento ganha ar sinistro com a exposição fotográfica “Quem está morto?”, acervo de fotos antigas organizado por Thaína Pegoraro. Na sequência, a jornalista Danúbia Otobelli e a professora de história Gissely Lovatto Vailatti, apresentam a pesquisa que resultou na obraBenedictus – Os cemitérios de Flores da Cunha. Para a produção do livro, foram pesquisados 30 cemitérios da região. O livro é um grande banco de dados para as futuras gerações sobre suas origens.

O sarau encerra com a presença do compositor Zé Caradípia. José Luiz Fernandes, mais conhecido como Zé Caradípia, atua no meio artístico porto-alegrense desde 1976, quando fez parte do grupo Cordas & Rimas. De lá para cá, sempre participou de eventos culturais, em festivais de música (inclusive, em 1978, na Vindima da Canção, em Flores da Cunha), feiras e mostras musicais pelos estados brasileiros, não faltando apresentações em teatros do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Paraná, Rio de Janeiro, Goiás e Pernambuco e uma rápida passagem por três países da Europa: Itália, Suíça e Alemanha.

Em 2009, com apoio da Secretaria Municipal de Cultura de Porto Alegre através do FUMPROARTE, grava o primeiro DVD da sua carreira, intitulado Armadilha Zen. A Vinícola Salvador fica na rua Júlio de Castilhos,1.880, em Flores da Cunha. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (54) 3292.5340.

Programação:

-Visitação à Vinícola Salvador

-Show com De Puta Madre

-Exibição do curta: O País da Cocanha, de Juliano Carpeggiani, da série Vindima da Imagem

-Exposição Fotográfica: “Quem está morto?”, acervo de fotos antigas organizado por Thaína Pegoraro

-Apresentação da pesquisa do Benedictus, por Danúbia Otobelli e Gissely Lovatto Vailatti

-Show e bate-papo com Zé Caradípia

Foto:

De Puta Madre | Crédito: Gabriel Mambrini

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s